A MINHA PRIMEIRA ENTREVISTA


marisa_luis-fotoNo âmbito do ciclo de entrevistas de comunicação, ofereci-me para realizar a primeira entrevista. Esta seria ao director da Universidade FM e tinha como tema “A importância da informação numa rádio local”.

Realizei todos os passos necessários para a entrevista (contactos, recolha de informação, preparação da entrevista) até que chegou finalmente o dia da entrevista. Dirigi-me, juntamente com a Bárbara (minha parceira de grupo) e com o professor Simão aos audiovisuais, onde a entrevista foi realizada e foi aí que percepcionei que as coisas não seriam tão fáceis como contava que fossem.
Tínhamos decidido que eu ficaria com a parte jornalística e ela com a imagem. O cenário foi “assustador” apesar de o estúdio ter um ambiente acolhedor e os técnicos estarem à nossa espera, com um ar profissional e rigoroso mas simpático. Um fundo azul, duas câmaras, duas cadeiras, uma mesa e um microfone era o cenário criado para dar voz a Luís Mendonça, director da Universidade FM. Foi nesse preciso momento que pensei: ”Não vou ser capaz!”. Um nervoso miudinho invadiu-me, senti medo, e a minha vontade era de fugir dali. Contudo o convidado estava prestes a chegar, tinha que ser o mais profissional possível. Sentei-me, a tremer, na minha cadeira e tentei olhar para a câmara, foi uma das coisas que mais custou. Tentei conversar com ela (muito com a ajuda do professor Simão) mas não foi fácil. É muito difícil olhar para um “buraco” negro do qual, por mais que falemos para ele, nunca vamos obter resposta. Foi muito difícil habituar-me à presença das câmaras (e para ser sincera acho que não cheguei a fazê-lo).

Com a chegada do convidado o ambiente ficou muito mais profissional e tive que controlar os meus receios. A entrevista decorreu normalmente (apesar dos nervos), o Luís respondeu de forma muito clara e simples a todas as questões e tentou deixar-me o mais à vontade possível.

O contacto com as câmaras é das coisas mais difíceis contudo o mundo dos audiovisuais é fascinante, tudo o que se pode fazer com um vídeo é absolutamente espantoso e constatei isso quando ajudei a editar a entrevista. Os diferentes planos fizeram com que a entrevista ganhasse uma nova dinâmica e fosse muito mais agradável de ver. O tema também se tornou muito interessante depois de explorado.

Foi sem dúvida uma experiência única, não só por ser a minha primeira entrevista mas também por ter sentido a pressão do rigor e do profissionalismo que tive de/tentei transmitir.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: